Zinchenko sonha em dar alegria à Ucrânia na repescagem para Copa do Mundo – Superesportes

Zynchenko foi às lágrimas em entrevista ao comentar sobre invasão russa foto: Andy Buchanan/AFP

Zynchenko foi às lágrimas em entrevista ao comentar sobre invasão russa

A Seleção da Ucrânia, que nesta quarta-feira enfrenta a Escócia pela repescagem das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2022, quer “dar emoções incríveis aos ucranianos”, declarou nesta terça o defensor do Manchester City, Oleksandr Zinchenko, sem evitar as lágrimas ao lembrar da situação de seu país.”Todos os ucranianos desejam só uma coisa: que esta guerra acabe”, disse Zinchenko em entrevista coletiva. “A seleção ucraniana também tem seu próprio sonho, de ir à Copa do Mundo. Quer dar emoções incríveis aos ucranianos, pois merecem neste momento”, acrescentou o jogador.O jogo contra a Escócia deveria ter acontecido em março, mas foi adiado após a invasão russa à Ucrânia. O vencedor da partida enfrentará o País de Gales em Cardiff no dia 5 de junho para se classificar para a Copa do Mundo do Catar.

Saiba mais

Mancini, técnico da Itália, elogia Messi: “Pode mudar o jogo em um segundo”

Chiellini exalta despediida da Seleção Italiana contra Argentina de Messi

Chiellini exalta despediida da Seleção Italiana contra Argentina de Messi

Finalistas da Liga dos Campeões se juntam à Seleção Brasileira em Seul

Finalistas da Liga dos Campeões se juntam à Seleção Brasileira em Seul

“É impossível descrever o que sentimos. O que acontece no nosso país é inaceitável. Devemos deter esta agressão, todos juntos. A Ucrânia é um país de liberdade, nunca abandonarei”, acrescentou Zinchenko, que confidenciou que planejou se unir ao exército ucraniano para defender seu país.Ele viajou à Eslovênia para se preparar para a repescagem junto com jogadores de clubes ucranianos autorizados a deixar o país e outros atletas expatriados, como Andriy Yarmolenko (West Ham) e Roman Yaremchuk (Benfica).”É claramente difícil motivar a equipe para um jogo quando todos os jogadores pensam em suas famílias na Ucrânia”, disse o técnico da seleção ucraniana, Oleksandr Petrakov.”Utilizamos todo tipo de método, contamos inclusive piadas para manter a moral, mas cada jogador sente como é difícil a tarefa que temos pela frente na quarta-feira. Há muito estresse, mas vamos fazer o máximo para conseguir o objetivo”, acrescentou Petrakov.

Admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.