Mancini revela sondagem para treinar base do Atlético: ‘Não era para ser’ – Superesportes

foto: Divulgação/Atlético

Leonardo Silva, Mancini e Rodrigo Caetano se encontraram na Cidade do Galo no ano passado

Ex-Atlético, Mancini revelou que foi procurado pela atual gestão do clube para assumir o comando de um dos times das categorias de base. No entanto, as conversas não avançaram, como explica o ex-jogador.

Saiba mais

Atlético será campeão neste ano? Mancini responde no Pinga-Fogo

Ex-Atlético, Mancini conta experiências como técnico e projeta ida à base

Mancini exalta Cuca e diz que Turco pegou Atlético com elenco enfraquecido

“Teve uma sondagem (do Atlético). Se tivesse proposta, teria aceitado até de graça. A identificação, a estrutura, é isso que estou precisando. Pegar uma base que me dê estrutura e me oportunize. Não é questão financeira, eu quero é oportunidade, eu crescendo ali dentro”, afirmou Mancini, em participação no quadro Por Onde Anda?.Segundo ele, Erasmo Damiani, gerente da base atleticana, o procurou para conversar. Apesar da vontade de Mancini em voltar ao clube que o revelou, não houve proposta formalizada. “Tive sim uma conversa com o Damiani, mas não aconteceu, não era para ser. Faz parte, vida que segue. Ainda estamos em busca de novas oportunidades. É aquilo que sempre fiz a vida toda e me preparei super bem. Preciso apenas de uma oportunidade, no Sub-15, 17 ou 20”, explicou o ex-atleta, que recebeu a sondagem no ano passado.

Mancini como treinador 

Atualmente, Mancini está apto a trabalhar em qualquer clube do mundo como técnico. O ex-atleta revela que demorou três anos para concluir os cursos da UEFA (A, B e PRO), além de ter participações no dia a dia de clubes importantes, como a Juventus. A primeira dele experiência foi no Foggia, da Itália. Ele dirigiu o clube por apenas quatro meses, devido a divergências com a diretoria. Mancini retornou a Minas Gerais para comandar o Villa Nova na Série D de 2021. No entanto, também permaneceu pouco tempo, mas por conta da pouca estrutura do time mineiro.

Passagem pelo Atlético

Mancini iniciou a trajetória no futebol como lateral-direito do Galo, no final da década de 1990. Foi emprestado à Portuguesa e ao São Caetano em 2001 e retornou ao clube alvinegro no ano seguinte.Após ótima temporada, foi vendido ao Venezia, da Itália, antes de ter ótima passagem pela Roma. A terceira e última vez que o ex-jogador defendeu o Atlético foi entre 2011 e 2012, já como meia-atacante. Ao todo, ele fez 27 gols em 174 partidas e conquistou o Campeonato Mineiro em 1999, 2000 e 2012. 

Admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.