Sérgio Coelho explica antecipação de verbas para Arena MRV, do Atlético – Superesportes

Atlético antecipará recursos para concluir obras da Arena MRV foto: Leandro Couri/EM/D.A Press

Atlético antecipará recursos para concluir obras da Arena MRV

Em grave situação financeira, o Atlético vota, nesta semana, além da venda do Diamond Mall, a antecipação de verbas para a conclusão das obras da Arena MRV, futuro estádio do clube. Ambas já foram aprovadas pelo Conselho Deliberativo. Presidente do Galo, Sérgio Coelho explicou a operação de crédito em processo. 

Saiba mais

Em alta no Atlético, Nacho Fernández lidera estatísticas no Brasileiro

Em alta no Atlético, Nacho Fernández lidera estatísticas no Brasileiro

Próximo adversário do Atlético, Palmeiras está invicto há quase dois meses

Próximo adversário do Atlético, Palmeiras está invicto há quase dois meses

Em resumo, o Atlético antecipará recursos provindos de patrocínios, camarotes e cadeiras cativas da Arena MRV para dar continuidade às obras. Trata-se de uma operação de R$ 200 milhões do Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI). Houve aumento nos custos das obras em relação ao que foi estipulado de início.Os valores pendentes seriam recebidos, a princípio, em várias prestações. Com o novo acordo, o Atlético disponibiliza o CRI ao mercado e o vende para arrecadar o montante estimado de imediato.Sérgio Coelho explica que o Atlético não adicionará mais uma dívida à já extensa lista de débitos que prejudicam a saúde financeira do clube. A intenção é concluir as obras da Arena MRV até o fim do ano.”A Arena está sendo construída com venda de parte do Diamond, e a outra parte a gente está conseguindo através de venda de propriedade. O que são? Cadeiras, camarotes, patrocínios de ambientes, etc. As vendas foram feitas em 20, 30, 40 parcelas. Vamos trazer isso ao valor presente, um fundo vai comprar esses créditos, e a Arena vai dar as suas contas em garantia”, detalhou.”Não estamos criando uma dívida, estamos descontando o que temos para receber para concluir as obras até o fim do ano”, completou Sérgio Coelho.  “Passamos do Mineiro, quartas contra o Palmeiras, semifinal contra o Estudiantes, final contra o River no Monumental, temos que ter fé!!! Boa fé!!! Seremos 11 contra 11!!!”. – foto: Reprodução/Twitter “Palmeiras nas quartas, Fortaleza nas semis, River na final, Liverpool no Mundial. Deixa-me sonhar!!!”. – foto: Reprodução/Twitter “Nestas instâncias, a nenhum rival se respeita. Assim como golearam o Independiente Petrolero, demonstrem sua casta de uma equipe contundente e goleadora. (…) Se perderem, lançaremos urina no fim da partida. Para cima, Bombillo!”. – foto: Reprodução/Twitter “Cuidado que os colombianos (Tolima) o venceram, nada é impossível”. – foto: Reprodução/Twitter “Que Deus abençoe ao Atlético Mineiro porque o Emelec vai humilhar esse time pequeno do Brasil, queremos ver-te fazer sete, ‘Bombi’!”. – foto: Reprodução/Twitter “Vamos explodir o estádio e apoiar até as orelhas do Hulk doerem”. – foto: Reprodução/Twitter “Faltam muito poucos dias para a partida e a torcida do Mineiro já comemora a vitória com antecedência, eles podem ter dinheiro e até árbitros comprados, mas o Emelec tem a humildade. Toda arrogância será castigada!”. – foto: Reprodução/Twitter “A relembrar aquelas oitavas de 2019 em que o Flamengo fez mal aqui e, se não houvesse coisas estranhas, deveria ter sido eliminado… Muito complicado, mas vamos continuar melhorando para lutar. Se já jogamos contra o Palmeiras e lá eles lutaram sem encolher, se pode fazer o mesmo contra o Mineiro”. – foto: Reprodução/Twitter Estádio George Capwell, casa do Emelec em Guayaquil, no Equador. Estádio George Capwell, casa do Emelec em Guayaquil, no Equador. – foto: Divulgação/Emelec Ver todas

Veja tweets de Emelecistas

 Diante da aprovação do Conselho Deliberativo, serão emitidos títulos bancários para a venda do CRI ao mercado financeiro. Essas cotas fazem parte de um Fundo de Investimento do Atlético, que é o cotista único da Arena MRV. Veja a explicação técnica dada pelo clube a seguir:”A alienação fiduciária das cotas do Fundo de Investimento Imobiliário – AVM FII, cotista único da Arena MRV, de propriedade do Clube Atlético Mineiro, a serem dadas em garantia de operação bancária de antecipação de recebíveis decorrentes da exploração e venda das propriedades comerciais, com destinação exclusiva de todo o resultado financeiro da construção da Arena MRV”.  

Admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.